Plano de Negócios – Estudo de viabilidade econômica

Olá! Estamos de volta hoje para tratarmos do Item de Análise financeira com para a demonstração junto aos investidores ou financiadores do empreendimento.

Para um projeto de sucesso é necessário algum tipo de levantamento ou demonstrativo financeiro para realizar as operações ou investir em alguma área na qual se necessita, desta forma iremos orientar de maneira simples como desenvolver essa analise através de cenários.

O que é o Estudo de Viabilidade Econômica Financeira?

Teve uma ideia de negócio e não sabe se ela é viável? O estudo de viabilidade econômica pode te ajudar!

Em um estudo de viabilidade econômica financeira, buscamos avaliar a aplicabilidade do negócio e obtemos uma projeção do seu comportamento frente ao mercado. Isso dá uma maior segurança a investimentos, seja em novos empreendimentos ou em empresas consolidadas.

Assim, o estudo de viabilidade é capaz de avaliar as condições para que um novo produto, processo ou serviço torne-se lucrativo. Muitas empresas encaram as análises matemáticas de forma estratégica para priorizar quais produtos devem ser lançados e quais áreas têm maior potencial para cada segmento de cliente.

Etapas do Estudo de Viabilidade Econômica

O primeiro passo para testar a viabilidade de um novo produto é saber o grau de aceitação dos clientes. Por isso, é necessária uma análise mercadológica, na qual o ramo de atuação do produto ou serviço será diagnosticado. A partir dela, os aspectos que influenciarão a previsão de receita e, consequentemente, a viabilidade serão identificados.

Nessa etapa, deve ser feito um estudo do segmento de clientes a fim de validar ou refutar variadas hipóteses. É importante ressaltar que as perguntas levam em consideração aspectos qualitativos e quantitativos e costumam ser feitas na macrorregião onde se deseja implementar o negócio.

Dessa forma, com o cruzamento de respostas e a análise dos dados do questionário da pesquisa de mercado são levantadas informações precisas a respeito das características, preferências, necessidades, oportunidades do mercado consumidor e ameaças de concorrentes ou seja todas as informações já faladas em artigos anteriores.

Plano Financeiro

A sustentabilidade e continuidade de uma empresa estão relacionadas ao grau de sua saúde financeira. Sem saúde financeira não tem como manter nenhum processo em andamento por muito tempo.

O plano financeiro mostra ao o quanto a empresa tem de capital de giro, o total de seu investimento. Mostra o quanto a empresa irá gastar para comprar todo o equipamento para desenvolver suas atividades e também quanto vai pagar de água, luz, telefone, salários, etc.

Estudar o plano financeiro é uma forma inteligente de garantir a sobrevivência de uma empresa. Permitindo criação de estratégias para garantir seu crescimento escalável e lucrativo no mercado.

Descreveremos 3 Indicadores de viabilidade essenciais para seu novo negócio dar certo e para ter uma noção exata se vale ou não colocar dinheiro neste empreendimento:

• Valor Presente Líquido (VPL)
• Taxa Interna de Retorno (TIR)
• Payback

Indicador de Viabilidade 1 – Valor Presente Líquido (VPL)

De uma forma bem resumida, em um estudo de viabilidade econômica, o valor presente líquido são as suas projeções de fluxo de caixa futuros trazidos para valor presente. Como o dinheiro tem valor no tempo, se desconta uma taxa sobre esses fluxos.

Existe uma maneira bem simples de se analisar o VPL:

• Quanto maior, melhor
• Se ele for acima de 0 (zero), vale a pena investir no negócio

Quanto maior a taxa de desconto aplicada aos fluxo de caixa futuros, menor será o seu VPL, no momento em que o seu VPL chegar ao valor 0 (zero), que é o momento clássico de indecisão, você terá a taxa de desconto que é igual a taxa interna de retorno, o que nos leva a querer entender um pouco mais desse segundo indicador de viabilidade.

Indicador de Viabilidade 2 – Taxa Interna de Retorno (TIR)

A taxa interna de retorno possui um cálculo um pouco mais complicado que o VPL, mas sua explicação é bem simples, basicamente a TIR serve para calcular a taxa de desconto que um determinado fluxo teria para igualar o seu VPL a 0 (zero). Aqui também, se você tiver feito projeções realistas e bem embasadas, chegará a um valor:

• Quanto maior, melhor
• Se ele for acima da taxa de desconto, vale a pena investir

Indicador de Viabilidade 3 – Payback

Mas se você está pensando que apenas esses 2 indicadores são suficientes, está um pouco enganado. Por mais que eles sejam bem objetivos na resposta se vale a pena ou não investir no negócio, ainda existe uma variável a mais que precisa ser analisada, que é o payback.

De forma simples, o payback é o indicador de viabilidade que mostra quanto tempo demora para o seu lucro acumulado se igualar ao investimento feito em um primeiro momento, ou seja, para você ter o retorno de fato.

Esse indicador é muito importante porque em determinados casos, você pode até ter VPL e TIR positivos, mas se o seu payback demorar muito, pode ser que o projeto ou negócio não se torne interessante. Por isso que esse é o indicador mais subjetivo dos três. Ele pode ser analisado por um único fator:

• Quanto menor, melhor
• Vai depender da sua realidade financeira e de expectativas de tempo de retorno

No Artigo da próxima semana iremos finalizar o Plano de Negócio com a construção dos Cenários com as análises e possíveis avaliações de Viabilidade para o Projeto empresarial.

Esperamos que esteja gostando dos conteúdos.

Caso você tenha interesse em se aprofundar mais no tema, seguem os links que podem ajudar bastante na construção do seu Plano de Negócio:

 E-book – ótimo guia para quem busca fazer um Plano de Negócios de
sucesso de uma maneira fácil e objetiva:
https://www.hotmart.com/product/como-fazer-plano-de- negocios/G731687G?ref=X18504820B

 Método Definitivo para Iniciar seu Negócio do Zero com conteúdo
teórico e prático qualificado:
https://gustavogmentor.com.br/metodo-epv-htm?ref=V20147272R

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *